Pular para o conteúdo

Começa a Década da ONU da Restauração de Ecossistema

Lideranças da política global, ciência, comunidades, religião e cultura deram as mãos na última sexta-feira (4) para iniciar oficialmente a Década da ONU da Restauração de Ecossistemas, um chamado para a proteção e recuperação de milhões de hectares de ecossistemas ao redor do mundo. Liderada pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a Década da Restauração — que vai de 2021 a 2030 — foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em uma resolução de 2019.

O lançamento assumiu a forma de uma evento virtual ao lado dos chefes do PNUMA e da FAO e do Secretário-Geral da ONU, António Guterres. Além dos representantes das Nações Unidas, participaram Imran Khan, o primeiro-ministro do Paquistão, que acolhe o Dia Mundial do Ambiente no dia 5 de junho deste ano; Papa Francisco; Félix-Antoine Tshisekedi Tshilombo, Presidente da República Democrática do Congo e Presidente da União Africana; A chanceler alemã Angela Merkel; e a Primeira-Ministra de Barbados, Mia Mottley. Entre as figuras globais que falaram estavam a Mensageira da Paz das Nações Unidas, Jane Goodall e outros embaixadores da boa vontade, defensores, representantes da juventude, cientistas e CEOs.

“Ao restaurar os ecossistemas, podemos impulsionar uma transformação que contribuirá para o cumprimento de todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A tarefa é monumental. Precisamos replantar e proteger nossas florestas. Precisamos limpar nossos rios e mares. E precisamos tornar nossas cidades verdes ”, disse o Secretário-Geral da ONU em sua mensagem. 

O Diretor-Geral da FAO, QU Dongyu, lembrou que a pressão crescente sobre os recursos naturais do mundo está afetando o bem-estar de 40% da população global e pediu uma mudança de mentalidade.

Declarações – “Devemos usar este momento da história para lançar um grande movimento global para salvar nossos ecossistemas terrestres e marinhos, mesmo enquanto continuamos a descarbonizar. Todo mundo tem uma tarefa a fazer aqui ”, disse a Diretora Executiva do PNUMA, Inger Andersen. “Os governos devem garantir que os pacotes de estímulo pós COVID-19 contribuam para uma recuperação sustentável e equitativa da pandemia. As empresas e o setor financeiro devem reformar as operações e os fluxos financeiros para que restaurem o mundo natural. E como indivíduos e consumidores, é hora de repensar as escolhas, exigir produtos sem desmatamento e votar pela sustentabilidade nas urnas”.

“Restaurar a natureza que danificamos significa, em primeiro lugar, restaurar a nós mesmos”, disse o Papa Francisco em uma mensagem de vídeo transmitida pelo Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado. “Damos as boas-vindas a essa Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas, sejamos compassivos, criativos e corajosos. Que possamos tomar nosso lugar apropriado como uma ‘Geração da Restauração’.”

10 anos de transformação – A Década tem como objetivo inspirar e apoiar governos, organizações multilaterais, sociedade civil, empresas do setor privado, jovens, grupos de mulheres, povos indígenas, agricultores, comunidades locais e indivíduos em todo o mundo, para colaborar, desenvolver e catalisar iniciativas de restauração em todo o mundo. O esforço envolverá uma série de atividades. Eles vão desde o redirecionamento de incentivos fiscais e fluxos financeiros para promover a restauração até a realização de pesquisas sobre restauração em ambientes terrestres e marinhos, construção da capacidade técnica de profissionais de restauração em todo o mundo e monitoramento do progresso global na restauração.

A Década visa mobilizar centenas de milhões de pessoas para restaurar a natureza e promover uma cultura de restauração global na qual as iniciativas de restauração sejam ampliadas em todo o planeta.

“O mundo não tem escolha a não ser seguir um caminho positivo para a natureza, que não só impulsionará a economia, mas também protegerá o meio ambiente”, disse Imran Khan, primeiro-ministro do Paquistão, cujo país embarcou em um ambicioso plano de plantar 10 bilhões árvores, em 2019.

Saudando o lançamento da Década das Nações Unidas, Felix-Antoine Tshisekedi Tshilombo, Presidente da República Democrática do Congo e Presidente da União Africana, observou que o continente africano havia feito vários compromissos por meio de declarações regionais, promessas, apelos à ação e atividades-piloto, mas havia necessidade de mobilizar os recursos e conhecimentos necessários para liderar a implementação em grande escala.

“A restauração de ecossistemas terrestres, marinhos e de água doce deve ser realizada de forma a evitar a criação de conflitos de terra ou de uso”, acrescentou. “Deve, portanto, fazer parte de processos de planejamentos espaciais visionários que levem em consideração as compensações intersetoriais, respeitando os direitos de posse de terras e recursos das comunidades locais e outros grupos sociais vulneráveis.”

Em sua mensagem, a chanceler alemã Angela Merkel disse: “Temos que fazer mais para proteger e restaurar os habitats naturais – e temos que fazer isso agora, não em algum momento no futuro”.

“Temos que garantir agora que as florestas, que precisamos não menos para regular nosso clima, sejam protegidas e reabastecidas”, acrescentou. A Chanceler também anunciou que a Alemanha seria o primeiro país a fornecer financiamento – 14 milhões de euros – para o Fundo Fiduciário Multi-Parceiro para a Década de Restauração de Ecossistemas.

O lançamento da Década da Restauração de Ecossistemas hoje leva ao Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, a principal  data das Nações Unidas para a promoção da sensibilização e ação pelo meio ambiente em todo o mundo. Realizado sob o tema da restauração de ecossistemas, o Dia Mundial do Meio Ambiente deste ano é organizado pelo Paquistão. O início da Década da ONU será marcado com um evento em Islamabad e oficiado pelo Primeiro Ministro Imran Khan, com a participação de dignitários de todo o mundo, incluindo a Diretora Executiva do PNUMA, Inger Andersen, e altos funcionários da FAO, ONU-Habitat e do PNUD, bem como altos funcionários de países como Alemanha e Arábia Saudita.

Sobre a Década – A Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas 2021-2030 é uma convocação para a proteção e revitalização dos ecossistemas em todo o mundo, para benefício das pessoas e da natureza. Tem como objetivo deter a degradação de ecossistemas e restaurá-los para alcançar os objetivos globais. A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou a Década das Nações Unidas, liderada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. A Década da ONU está construindo um movimento global forte e amplo para acelerar a restauração e colocar o mundo no caminho para um futuro sustentável. Isso incluirá a construção de esforço político para a restauração, bem como milhares de iniciativas locais.

Conheça o PNUMA – O PNUMA é a principal voz global sobre o meio ambiente. Ele fornece liderança e incentiva a parceria no cuidado com o meio ambiente, inspirando, informando e permitindo que as nações e os povos melhorem sua qualidade de vida sem comprometer a das gerações futuras.

Conheça a FAO – A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) é uma agência especializada das Nações Unidas que lidera os esforços internacionais para combater a fome e transformar os sistemas agroalimentares, tornando-os mais resilientes, sustentáveis e inclusivos. Seu objetivo é alcançar a segurança alimentar para todos e garantir que as pessoas tenham acesso regular a alimentos de alta qualidade em quantidade suficiente para levar uma vida ativa e saudável. Com mais de 194 membros, a FAO trabalha em mais de 130 países em todo o mundo.

Sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente – Comemorado todos os anos em 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente é o maior evento anual das Nações Unidas para ações ambientais positivas para incentivar a sensibilização mundial sobre a necessidade de proteger nosso planeta.

O Dia Mundial do Meio Ambiente 2021 é organizado pelo Paquistão sob o tema “Restauração de Ecossistemas” com a campanha “Reimagine. Recrie. Restaure.” Neste ano, o Dia também servirá como o lançamento formal da Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas 2021-2030. As hashtags oficiais para o dia são #GeraçãoRestauração e #DiaMundialdoMeioAmbiente. As celebrações em todo o mundo acontecem com um híbrido de eventos digitais e presenciais.